Meditação da Mulher | Sublime Beleza - Preparo para uma grande obra


O SENHOR estava com José, de modo que este prosperou e passou a morar na casa do seu senhor egípcio. Gênesis 39:2

José, o penúltimo filho de Jacó, perdera a mãe no nascimento do caçula. Ele era dócil e obediente, tornando-se o preferido do pai. Isso gerou ciúme nos irmãos. Vendido por eles a uma caravana de comerciantes de parentesco distante, José foi parar no Egito, onde enfrentou provas e tentações, como a da sagaz mulher de Potifar que procurou, em vão, seduzi-lo. Como não teve êxito, ela contou sua versão ao marido, o qual, não muito crédulo, enviou José à prisão.

É bem provável que José não entendesse o porquê de tantos reveses. Mesmo assim, ele decidiu ser fiel a Deus.

Muitas vezes também não enxergamos o trabalho de Deus nos talhando para Seus grandes propósitos. Provavelmente, você se veja como uma boa pessoa, como José era. No entanto, para que José cumprisse os propósitos divinos, Ele precisava aparar algumas arestas de seu caráter, transformando-o em um homem mais autônomo, mais determinado.

O fato de José ser o filho preferido de Jacó fez dele um menino mimado – isso não combinava com a postura firme do líder no qual José precisava se tornar para cumprir os desígnios de Deus.

Ao sofrer injustiças no ambiente familiar e social, José permitiu que Deus o moldasse. Embora soubesse que seus irmãos eram responsáveis pelas desgraças que sofria, as provas divinas o ensinaram a não ser do tipo medíocre, que está sempre culpando os outros. Deus estava interessado em ensiná-lo a ser maior do que seus algozes e as injustiças sofridas, desenvolvendo atitudes positivas, proativas e cristãs.

José aprendeu a assumir sua responsabilidade no curso de sua história. Por isso, perdoou os irmãos.

Imagine se José tivesse se jogado num canto da prisão, cruzado os braços, “fechado a cara” e dito: “Meus irmãos me pagam!” Ele estaria fechando as portas para o aprendizado e para os planos divinos. Mas, em vez disso, ele ofereceu seu melhor em todas as circunstâncias. O fim da história você conhece.

Você tem sofrido injustiças? Não cruze os braços nem se veja como derrotada. Não desista de continuar oferecendo seu melhor. Alguém pode ter injustiçado você, mas a continuidade da história é responsabilidade sua.

Deus está preparando você para uma grande obra. Permita o trabalho do Espírito Santo e realize o que Ele espera de você.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem